Segmentos de Transportadoras

transportaodorasMuitas pessoas desejam transportar mercadorias, equipamentos, produtos ou commodities, mas não sabem quem são os segmentos de transportadoras que atendem às suas necessidades. O primeiro passo para entender um pouco sobre transporte de cargas é saber em que segmento se enquadra os produtos que você deseja transportar. Essa informação é tão importante quanto entender sobre as dimensões do seu produto, a cubagem dele, se você deseja fazer frete CIF ou frete FOB, como vai embalar os seu produtos e o tipos de transportes que você deseja que transportem os seus produtos, etc.

Colocamos então abaixo uma lista que representa cada segmentos de transportadoras utilizados:

A Granel, Automotivo, Bebida, Carga Excedente, Carga Líquida Diversa, Carga refrigerada, Carga Seca Diversa, Carga Valor, Carga Viva, Cosmético, Floricultura, Inflamável, Máquinas e/ou peças – Grande porte, Máquinas e/ou peças – Pequeno porte, Material Agropecuária, Material Alimentício, Material Eletrônico, Material Farmacêutico, Material Frágil, Material Gráfico, Material Perigoso, Material Promocional, Material Químico, Material têxtil, Mudança ou Perecível.



Os 5 erros mais comuns na hora de contratar um frete

Quem já passou por uma má experiência na hora de transportar uma mercadoria sabe que para evitar a dor de cabeça é imprescindível ter alguns cuidados básicos antes de se contratar o serviço de uma transportadora.

Os 5 erros mais comuns na hora de contratar um frete são:

1 – Dimensões da mercadoria: deve-se informar à transportadora as dimensões exatas da embalagem da mercadoria. Muitas vezes os embarcadores costumam informar somente as dimensões do objeto, correndo o risco de terem o preço do frete cotado alterado por conta da informação equivocada;

2 – Peso: assim como as dimensões, também deve ser considerado o peso da embalagem utilizada. Caso contrário o usuário poderá se surpreendido com o valor final do serviço prestado;

3 – Embalagem: as transportadoras, ao serem informadas sobre peso e dimensão da mercadoria, subentendem que há consideração da embalagem. É comum que os contratantes esqueçam de mencionar, além das especificações, o tipo de embalagem que o objeto será acondicionado. Muitas transportadoras podem, inclusive, negar-se a coletar determinado tipo de mercadoria pelo tipo indevido de embalagem em que o objeto está acomodado;

4 – Transportadoras ou Correios: é comum que usuários já condicionados a algum desses dois tipos de serviços acabe contratando o frete sem algum tipo de pesquisa de preços ou de uma verificação de um serviço mais específico que atenda sua necessidade com maior segurança. Os usuários que comumente utilizam o serviço dos correios podem ter algum tipo de imprevisto pelas limitações impostas de peso e dimensões. Além disso, os correios podem sofrer greves, o que pode comprometer o envio de mercadorias;

5 – Seguro de carga: é imprescindível que, ao contratar um frete, o usuário do serviço tenha certeza da credibilidade da empresa que está contratando. Um frete sem seguro pode trazer um grande prejuízo e a verificação da apólice reduz drasticamente o risco do transporte.